domingo, 10 de março de 2013

Heart Attack - 2° Capítulo.


Julie P.O.V

Ai que raiva desse menino, se eu ver ele de novo eu juro que vou arrancar aquele topete da cabeça dele. Estupido, grosso arght! Continuei andado meio mancado, a dor já estava passando mais não deixava de latejar MUITO. Finalmente cheguei na frente do colégio, ainda bem, não aguentava mais andar com essa dor. Entrei e fui até a secretaria do colégio.

Julie: Bom Dia.
xxXxx: Bom Dia, no que posso ajudar?. - Era uma moça um pouco alta, com os cabelos loiros e tinha um sorriso em sua face.
Julie: Meu nome é Julie e ... - Ela me interrompeu.
xxXxx: Julie Parker? - Ela perguntou meio nervosa, o que me assustou um pouco. Ela tomou mais postura e continuou. - Bom a dona Pattie passou aqui hoje mais cedo, achei que já tínhamos nós acertado.
Julie: Serio? É que ela não me avisou nada. Bom de qualquer forma eu só queria confirmar a minha matricula e saber que dia começara as aulas. 
xxXxx: Certo. Bom sua matricula esta confirmada sim. E as aulas começam daqui exatamente 20 dias.
Julie: Ok, muito obrigada.
xxXxx: Não a de que! - Disse ela em forma de reverencia. 

Sai daquele lugar um pouco mais contente, mais achei estranho Pattie passar aqui e não me avisar. Acho que ela realmente se esqueceu. Agora eu vou ligar pra puta da Rafaela porque estou com saudade das minhas bitches, também fazer quase 3 anos que não vejo elas e quero muito matar a saudade. 

Ligação on.

Julie: Bom dia coisa minha coisa ridícula. 
Rafaela: Julie?
Julie: Não, é o motoqueiro fantasma. 
Rafaela: Sua idiota, a onde você ta? já chegou de viajem?.
Julie: Já sim, to na frente do colégio, eu queria ver você e as meninas.
Rafaela: SERIO? Não acredito que você chegou OMG. Eu to saindo do mercado com o meu pai, espera que agente vai ai pra te buscar e você vai lá pra casa ta? Beijos.
Julie: Ta bom, beijos.

Ligação off.

Fiquei esperando a Rafa e em questão de 5 minutos avistei ela dentro de um carro. Ela desceu do carro e me abraçou.

Rafaela: Como você ta linda Julie, olha só pra você. - Disse ela me olhando.
Julie: Olha só pra você né, que isso em Rafa. - Ela deu um sorrisinho e entramos no carro. - Oi Tio Ben.
Tio Ben: Oi Julie, quanto tempo! Como vão os seus pais e o Lucas?
Julie: É verdade Tio Ben faz muito tempo que não vejo vocês, a eles estão bem, Lucas já esta um pirralho grande.
Rafaela: Imagino, ele sempre foi atentado, mais seu irmão vai ser mais lindo do que já é quando for maior, socorro. - Eu e o Tio Ben rimos do comentário da Rafa e logo chegamos a casa deles. Entramos e a Rafa foi logo me puxando pro quarto dela que é lindo. 
Julie: Cade sua mãe? To com tanta saudade dela.
Rafaela: Ela saiu foi trabalhar. Depois quando voltarmos você vê ela.
Julie: Voltarmos? Como assim não to entendo nada.
Rafaela: Nós vamos a praia hoje Julie hahaha - Disse ela com cara de safada. - Você precisa conhecer os gatos dessa cidade, tenho certeza que você vai cair de costa, é muito homem gostoso.
Julie: A sua safada! É assim que eu gosto, de quando estamos na ativa. To louquinha pra me enturmar logo aqui.
Rafaela: Isso vai acontecer logo, vem vamos almoçar!. - Disse ela me puxando pelo braço novamente.

Eu adoro o fato de estar com as minhas melhores amigas novamente, desde que elas vieram embora pra Miami e eu fiquei minha vida ficou totalmente sem rumo, nós somos amigas desde pequenas e nunca nós separamos assim. Eu sofri muito sem essas pestes, mas agora o fato de estarmos juntas novamente me deixa totalmente feliz, pronta para encarar tudo que vier. Nós almoçamos e eu contei pra Rafa sobre aquele idiota que me atropelou hoje mais cedo, ela riu tanto da minha cara e perguntou se ele era bonito. Eu disse que sim, não vou mentir que ele é um gato mas não deixou de ser um grosso! Peguei um táxi indo pra casa para pegar minhas coisas de praia. Arrumei tudo com muita pressa pois logo o Pai da Karine viria me buscar para irmos todas juntas, eu mal posso esperar pra ver a Karine e a Maria aquelas anjas, a Rafa eu já vi mais não deixa de ser minha anja também. Eu já tinha colocado o meu biquíni e só estava com um shorts e uma blusinha por cima para facilitar quando eu for entrar no mar. Escutei uma forte buzina ecoar em meu ouvido, desci correndo as escadas com as minhas coisas fechando a porta correndo. As meninas estavam fora do carro e eu corri para abraçar elas.

Maria: Julie do céu que bumbum é esse em amiga? E esses seios? - Disse ela apertando e eu comecei a rir, Maria sempre foi a mais louca e mais safada de nós 4.
Karine: Ta gostosona em Julie, sua puta que saudade. - Ela me puxou para mais um abraço.
Julie: Ai Maria você continua mesma safada de sempre né? hahaha vocês que estão umas deusas olha isso, tão fazendo academia é?
Rafa: Que nada isso tudo é excesso de muita comida mesmo. - Caímos na risada. - Agora vamos logo que eu to afim é de muita praia por hoje hahaha.

Entramos no carro novamente e lá estávamos unidas novamente, cantando feito loucas. Finalmente chegamos a Praia, senti aquele cheiro gostoso do mar. Saimos do carro e os olhares de muitas pessoas se voltaram a nós. Qual é gente nunca firam mulher na vida não?.

Rafa: Se eles já estão olhando agente assim com roupa, imagina só de biquíni?. - Outra com a mente pervertida hahaha o que aconteceu com as minhas amigas santinhas em?.
Maria: Vem vamos pedir pra usar o banheiro da loja dos surfistas. 

Entramos em uma lonja que era é bem de frente para a praia e o dono nós deixou usar o banheiro. Me livrei daquele shorts e da minha blusinha guardando tudo dentro da minha bolça ficando só de biquíni enquanto passava o protetor solar. Com o sol que esta hoje não vai ser difícil se queimar. Arrumei um pouco do meu cabelo deixando ele meio bagunçado, até que eu estava me sentindo bonita e confortável. As meninas também terminaram de se arrumar. Agradecemos o dono da loja e caminhávamos até uma parte vazia da areia. Não demorou muito pra eu notar todos nós olhando ali. Senti minhas bochechas corroerem de vergonha.

Justin P.O.V

Ryan: Caralho hoje isso daqui ta demais, olha quanta mulher gostosa!.
Chris: Hoje o negocio ta quente, mais ainda não chegou nenhuma que possa ser totalmente o centro das atenções aqui. Pelo menos eu ainda não vi.
Justin: Concordo com você Chris.
Chaz: NOSSA, eu acho que o centro das atenções acabou de chegar e pelo visto é carne nova no pedaço, o que é isso alguém chama um médico que eu to passando mal. - Nós começamos a rir do Chaz, ele sempre foi o mais bobo de nós.
Ryan: A onde Chaz? Não to vendo nada. - Disse ele procurando.
Chaz: Aquela dali que ta com mais 3 meninas gostosas também, a de biquíni rosa. - Disse ele quase babando. Me virei para ver a menina e caralho em, essa é boa mesmo, entranho tenho a impressão que conheço ela de algum lugar.
Chris: Nossa em, eu achava que umas vinham com peito e outras com bunda, mas essa dai veio com o pacote completo em.
Ryan: Eu já tinha visto aquelas outras meninas algumas vezes mais a de biquíni rosa deve ser nova por aqui mesmo. - Ela se virou com a outra morena passando na nossa frente, suas bochechas estavam rosadas e ela não escondia que estava com vergonha.
Justin: A eu não acredito hahaha O MALUCA TA MELHOR? - Gritei pra ela, ela me olhou me reconhecendo também e fez uma cara de brava que deixou ela mais gostosa ainda e ringiu os dentes seguindo o caminho até o barzinho. 
Chaz: Eu não acredito que você conhece essa gostosa Justin.
Chris: Tinha que ser o Drew mesmo.
Justin: Eu atropelei essa menina hoje, ela é muito maluca acho que ela não sabe quem eu sou ainda. Porque ela nem demonstrou ter medo de mim e muito menos se atirou pra cima do meu carro.
Ryan: Hahaha e você queria que ela fizesse isso né? Pelo menos uma resistiu aos seus encantos. No mínimo você deve ter sido um grosso e ela não achou nada charmoso nisso.
Chaz: Ai Drew como você atropela um anjo desse? Eu ainda não tive essa sorte. - Disse ele emburrado.
Justin: Cala boca Chaz. Olha ai quem ta vindo, suas amiguinhas vadias hahaha. -  Odeio essas putas amiga do Chaz, são tudo umas interesseiras. 
Ryan: A Chaz da um jeito de tirar essas puta daqui que hoje queremos as amigas do anjo que o Justin atropelou.
Chaz: A não me deixem aqui sozinho. 

Ryan e o Chris se levantaram comigo e as vadias passaram.

Louyse: Oi Drew. - Disse ela apertando os seios. Apenas revirei os olhos, cachorra.
Chris: Qual é Drew? Ignorando a Louyse? hahaha.
Justin: Já tive o que eu queria com ela mesmo. E além do mais não to com paciência pra piranha.
Ryan: Deve ser porque ele ta com paciência pra "maluca" lá né Chris hahaha.
Justin: Porque vocês não vão tomar no cu ao invés de ficar me enchendo o saco também. - Disse irritado, eu com paciência pra maluca? Nem pensar.

Julie P.O.V

Maria: Eu não acredito que foi o Bieber que te atropelou, ele é desejado por todas as meninas daqui. Ele é bem putão sabe.
Julie: Se ele me chamar de maluca de novo, eu não vou responder por mim mais, quem ele pensa que é pra me chamar assim?.
Maria: Ele é o Justin, Julie esse menino comanda Miami junto com aqueles 3 meninos que estão com ele sabe? Eu sou loca pelo Chaz mais nunca conversei com ele, mais sabe sempre rolou umas encaradas. A Rafa tipo morre de amores pelo Ryan mais não deixa de curtir a vida dela por causa dele não, já a Karine tem uma quedinha pelo Chris. Agente direto ta nas mesmas festas que eles, mas sabe como é né? Eles sempre tão rodeados de piranhas principalmente o Bieber, então agente preferi ficar curtindo na nossa mesmo.
Julie: Entendi hahaha Mas pra mim esse menino pode comandar o mundo que pra mim não vai fazer diferença nenhuma. E se ele acha que o mundo gira em torno dele ele esta muito enganado. Eu vou ir chamar a Karine.
Maria: Ta bom.

Me virei saindo daquele barzinho com o meu suco de morango indo até aquele quiosque. Droga o que aquele menino ta fazendo ali? Por um minuto eu pensei em voltar pra trás mas os amigos dele já haviam notado que eu estava indo pra lá. E como eu disse o mundo não gira entorno desse tal de Bieber não, então eu não vou me deixar abalar. Fui andando normalmente, e quando ele ia virar foi dando longos passos pra trás eu bem que tentei desviar mais não deu. Filho da mãe, me derrubou e ainda caiu em cima de mim, agora eu acabo com a vida dele.


Ainda bem que o meu suco de morango voou longe e não me molhou, ele apenas levantou rápido e me puxou pelo braço para que eu me levantasse também.

Justin: Você não cansa de cruzar o meu caminho não garota?
Julie: Escuta aqui você, qual é a sua? Me atropela e agora cai em cima de mim e eu quem estou cruzando o seu caminho? A por favor né, se você prestasse mais atenção nas coisas perceberia isso. - Disse enquanto limpava aquela areia do meu corpo e fui para a espreguiçadeira, esse menino ta começando a me irritar demais já.
Karine: ESPERA AI JULIE. - Continuei andando até ela me alcançar, sentamos uma do lado da outra. - O que foi aquilo? Julie?
Julie: Nada, esse menino já esta me irritando. Ele me atropelou hoje agiu como um grosso, caiu em cima de mim e ainda teve a cara de pau de dizer que sou eu quem estou cruzando o caminho dele. - Karine começou a rir.
Karine: Vai com calma Julie, isso é até engraçado mas o Bieber não é o tipo de menino que leva desaforo pra casa, então procura se acalmar porque não queremos encrenca com eles. Sem falar que ele e os amigos dele são uns gostosos né.
Julie: Ele não é o tipo de pessoa que me causa medo, to nem ai pra ele. Hahaha já estou sabendo da sua quedinha pelo Chris, é esse o nome dele né?.
Karine: Maria já deve ter te contado né? hahaha é Chris sim, olha que pedaço de mal caminho, ele induziu seu olhar para frente a onde os três meninos e mais o Bieber passava, fuzilei ele com os olhos mesmo porque se eu tivesse uma arma fuzilava ele de outro jeito.

Minha tarde depois disso foi até que divertida, entramos no mar e vários gatinhos vieram falar com agente, mais eu nem dei muita moral pois não sei como os meninos daqui são, então fiquei meio na minha apenas analisando. Era quase 6hrs da tarde e o Tio Ben veio buscar agente, eu já estava cansada e meu cabelo estava parecendo uma palha. Me despedi das meninas e entrei, finalmente em casa. Subi até o quarto e minhas malas ainda estavam lá, ainda não deu tempo de arrumar tudo. Peguei meu pijama e entrei no banheiro e tomei um banho maravilhoso, me troquei e fui pentear o meu cabelo. Aqui faz mesmo muito calor, abri a porta da sacada pra entrar um pouco de ar fresco e coloquei minhas malas em cima da cama e abri o guarda-roupa como as roupas já estava arrumadinhas na mala não foi muito difícil arrumar tudo e deixar do jeito que eu gosto. Fui pra sacada que da totalmente de frente pra casa da Pattie e fiquei admirando a lua que estava cheia e linda.

Justin P.O.V

Então o nome da maluca é Julie? Bom pelo menos foi isso que eu escutei a amiga dela gritar enquanto corria atrás dela. A verdade é que essa menina me deixou muito irritado, ninguém me enfrenta assim como ela. E garanto que a uma hora dessas ela já sabe quem eu sou e nem assim se intimidou, isso me deixa com mais raiva ainda. Cheguei em casa e como de costume minha mãe estava na sala vendo filme. Subi as escadas.

Pattie: Boa Noite pra você também Justin. - Eu até pensei em ignorar o que ela disse mais se eu fizesse isso com certeza ela pegaria mais ainda no meu pé.
Justin: Boa noite. - Continuei a subir as escadas entrando no meu quarto.

Tomei um banho e vesti minha box e desci para o escritório. Amanha eu teria que fazer uma pequena simulação do próximo assalto com os meninos. Entrar em um cofre de banco central não é muito fácil, mas nada que eu e os meninos não podemos fazer. Arrumei as maletas com os equipamentos de áudio e microfone junto com as armas silenciadoras deixando tudo arrumado. 

Ligação on.

Justin: Ethan.
Ethan: Sim chefe.
Justin: Prepare os caros pra amanha porque minha mãe vai sair para entregar o dinheiro do Prefeito, ela vai precisar de 4 carros para a escolta.
Ethan: Tudo bem chefe.

Ligação off.

Envolver minha mãe nessa não foi uma coisa que eu optei, mas pelo menos ela fica com a parte em que não corre riscos mais mesmo assim sempre mando vários carros como escolta dela.

Justin: Eu já mande prepararem os carros pra sua escolta amanha.
Pattie: Eu já disse que quem precisa de escolta é você, pra mim no máximo 3 seguranças já esta bom Justin.
Justin: Eu não preciso disso, agora vou dormir, boa noite.
Pattie: Boa noite querido, durma bem!

Subi pro meu quarto e fui fechar a porta da sacada, não gosto de acordar com o sol nós meus olhos. Quando eu tava fechando olhei pra frente e abri de novo, então é ela, é ela quem minha mãe disse que ajudaria, é pra ela que minha mãe alugou a casa, é a Julie. Minha espressão era totalmente de assustado, me escorei na grade da sacada olhando ela dar longos sorrisos enquanto admirava o céu. Mais é boba mesmo, comecei a dar risada dela e ela notou que eu estava ali rindo, ela me olhou assustada e com cara de raiva e ainda teve a ousadia de me mostrar o dedo do meio, continuei rindo pois sabia que estava irritando ela.


Lindonas <3

Amores, esta ai o segundo capítulo espero que gostem! Desculpa se não estiver muito bom, prometo tentar melhorar. Por hoje é só até o próximo capítulo s2

10 comentários para o próximo capítulo!

Grupo do Imagine Belieber (Aqui).

Comentários
12 Comentários

12 comentários: